Facebook quer lançar um satélite em 2016, finalidade utilitária

Facebook planeja lançar um satélite em 2016 para fornecer acesso à Internet para áreas mais remotas da África, anunciou Mark Zuckerberg, co-fundador da empresa norte-americana disse na bbc.com.

Em parceria com a Eutelsat, que tem sede na França, Facebook espera lançar o primeiro satélite deste tipo em 2016.

"Nós continuamos a fazer esforços para conectar (internet) mundo - mesmo que isto significa que você tem que olhar além do nosso planeta", revelou Mark Zuckerberg, em uma mensagem postada no Facebook.

A iniciativa faz parte de um projeto da empresa Facebook, intitulado "Projeto Internet.org", que gerou algumas críticas, mas em alguns países.

Em algumas regiões, particularmente na Índia, a empresa reagiu fortemente ao projeto, dizendo que vai dar à empresa Facebook - e seus parceiros - uma vantagem injusta no mercado de Internet em desenvolvimento.

Internet.org experiência do projeto vários métodos diferentes para fornecer acesso à Internet em áreas de difícil acesso. Recentemente, o Facebook anunciou que quer construir um tipo especial de robô é capaz de transmitir alta acima de um sinal óptico fornecendo conectividade Internet.

A nova iniciativa pretende usar a tecnologia atual no campo de satélites para fornecer acesso à Internet a preços acessíveis.

"Durante o ano passado, o Facebook tem explorado várias formas de utilização de aeronaves e satélites para garantir, desde o céu, o acesso à Internet para as comunidades no chão", disse Mark Zuckerberg.

"Para conectar as pessoas que vivem em áreas remotas, conexão infractura tradicional é muitas vezes pesado e ineficiente, por isso precisamos de inventar novas tecnologias", disse o empresário americano.

Num comunicado de imprensa, Eutelsat declarou que os utilizadores da Internet no chão pode usar produtos "padronizados" para aceder à Internet quando o novo serviço será lançado no segundo semestre de 2016.

"A capacidade (ligação à Internet, N. R.) é otimizado nesse período para as comunidades locais e acesso à Internet diretamente ao tipo de usuário usará equipamentos padronizados a preços acessíveis", disse a mesma declaração.

"Eutelsat e Facebook irá desenvolver cada serviço Internet projetado para atender às demandas de internet receberam o maior número de usuários na África, que vivem fora das áreas cobertas por redes fixas e móveis", a declaração citada.

Várias empresas já fornecer acesso à Internet via satélite, mas esta opção é caro, muito além dos meios financeiros da maioria das pessoas nos países em desenvolvimento.

Fonte: Mediafax

0

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha