Resultados da biópsia após conização

Após a cirurgia conização, resultado histopatologia se parece com isso: Cervicite, cervicais mudanças erosivas crónicas com o pavimento da metaplasia do epitélio de endocol.Zone estendido displasia leve (CIN I) para metaplasia escamosa do epitélio endocol com áreas focais de displasia moderada (CIN II). margens de ressecção passar por epitélio normal. Eu gostaria de saber se o resultado é bom? obrigado

Nenhum especialista, mas acho que o resultado é bom, que você não tem câncer cervical. CIN I, CIN II, metaplasia, significa nada de grave, mas pode ser tratada com medicamentos adequados. Postar no Google '' '' CIN I '' '' e encontrar resultar explicações. Copiei ARTIGOS da UE:
'' '' Smear exame

Esfoliativa diagnóstico citologia cérvico-vaginal morfologicamente



métodos morfológicos diagnósticos foram impostas na detecção e câncer genital feminina doagnosticul por causa de sua capacidade de relatar no início deste noplaziei, mesmo na ausência de dados clínicos conclusivos.
Victor Babes Constantin Daniel comunicar em 1928, a Sociedade de Giecologie Bucareste, diagnóstico Possibilidade trabalho de câncer cervical por manchas, assinando como o nascimento de citologia, que vai no entanto ser lançado na prática corrente apenas em 1943 por Pap e Traut. Eles mérito de oferecer uma interpretação clara e concisa dos esfregaços significado.


De acordo com o esquema proposto por Pap celularidade esfregaço de citologia pode ser apresentado em cinco classes após deflexão grau de citologia normal:



CLASS




celularidade esfregaço



GRADE




célula normal



CLASSE II




células benignas com alterações atípicas (alterações de células epiteliais para a natureza inflamatória, neutrófilos, linfócitos, histiócitos, etc)



CLASSE III




Citologia sugestiva mas inconclusiva de malignidade (suspeito esfregaço)



CLASSE IV




Citologia fortemente sugestiva de malignidade (células tumorais malignas presentes em pequenas quantidades)



Classe V




(células malignas presentes nas placas) malignas conclusivos citologia





Portanto, um dos principais objetivos da citologia é o diagnóstico de malignidade. Baseia-se uma avaliação dos desvios mais características celulares normais (na maioria dos casos, carcinoma invasivo do colo do útero é do tipo escamoso desenvolve na junção endo-exocol e está geralmente associado com o cancro cervical, displasia grave ou carcinoma in situ, com uma longa evolução do dano duradouro).


No processo de carcinogénese e no desenvolvimento da doença do cancro foram detectadas várias fases sucessivas, colocando em questão de saber se é possível aparecer antes de neoplasia certas lesões precursoras diagnosticados pelo laboratório significa.


A fim de compreender a sequência de lesões devem ser especificadas características morfológicas de anormalidades epiteliais que podem ocorrer no colo do útero:


• hiperplasia reactiva ocorre como resultado de condições irritativos; todo epitélio é espessada, hiperqueratose e paraqueratose ocorre frequentemente sem alterações citológicas;


• hiperplasia de células basais: as células da camada basal são hiperactivo e formar uma área bem demarcada da camada intermédia; As células basais são dispostos perpendicularmente à superfície;


• proliferação e hiperplasia de células de reserva localizado entre as células do epitélio endocervical cilíndrica e a membrana basal pode ser instalado na superfície do colo do útero que a erosão ou em torno das glândulas endocervicais. Nas fases iniciais, a proliferação traduzido por uma ou duas linhas de células poliédricas ou cubóides com citoplasma basofílico fraco, vacuolizado discreta, com núcleos ovais e cromatina fina; em fases tardias, o número de células que ocorrem peças aumenta mais do que três vezes. Para definir esta situação usa a hiperplasia prazo.


• metaplasia: um termo que significa mudar a forma.
A metaplasia é visto como uma transformação de um tecido adulto bem diferenciado de um certo tipo, um tipo diferente de tecido bem diferenciadas em resposta a situações normais. O fenómeno deve ser distinguido do crescimento ou heteroplazia heterotópica, em que o tecido normal é gerada a partir de uma diferenciação de erro. A metaplasia escamosa é comum no colo do útero; desta forma, o epitélio cilíndrico é substituído por epitélio escamoso. A metaplasia escamosa é uma continuação da hiperplasia de células de reserva com núcleos de maturação e diferenciação citoplasma; podem formar pontes intercelulares e enquanto elementos celulares profundas está orientado em ângulos rectos para a membrana basal, está orientado paralelamente à superfície superior.
A metaplasia de pavimento podem estar presentes em duas formas:
• incompleta - sobre as células livro hiperplasia dispostas em várias camadas, não são células cilíndricas dispostas em camada contínua ou descontínua;
• Full - cilíndrico epitélio é substituído por epitélio escamoso. O novo formadoras de placas de células escamosas do epitélio estratificado irregular incompleta. formação de epitélio metaplásico inicialmente começou em uma camada de células colunares. Existem pontos de vista sobre a origem do predecessor células. Uma teoria é, considerando um subcilindrica reserva de células, que bipotentiala colunar camada de células do complemento (cilíndrica), mas também é capaz de diferenciação escamosa em termos de incentivo eles. A teoria mais recente refere-se a uma migração de células do estroma, que atravessa a membrana basal e será considerado como uma resposta fisiológica normal para alterações no seu meio. Ainda é menos estável do que o epitélio escamoso e podem se tornar os neoplasia lugar.
ectropion cervical cobertas por epitélio escamoso e metaplasia colunar da zona de transformação pode ser considerada. Como foi mostrado acima, o resultado da citotóxico esfregaço diadnostic histopatológico antecipado.


• A displasia é uma anormalidade adquiriu do epitélio de Malpighi, com aumento do número de tipo de célula basal. Distúrbios de diferenciação celular mais ou menos graves e maturação de atipia nuclear estão associados com mais ou menos acentuada. Estas anormalidades celulares e arquitectónicas ocorrer em tecidos adultos, a fase de reparação. O termo displasia foi criado para descrever as lesões observadas especialmente no colo do útero.
Eles podem ser de longa reversíveis mas são potencialmente maligno, que descreve os vários graus de displasia, de 1 a 3. A distinção entre as formas de displasia e carcinoma in situ é por vezes muito difícil.
Numerosos trabalhos clínicos e experimentais mostraram a continuidade entre displasia e carcinoma. portanto, Richart propõe geralmente os neoplasia prazo intra-epitelial cervical, CIN - neoplasia intra-epitelial cervical.


displasia leve (CIN I) é caracterizada por anomalias celulares, localizados em profundidade terço do epitélio. mitose celular estratificação é preservada e não são típicos, a este nível, com relativa frequência.
displasia moderada (CIN II) interessado 2/3 da espessura do epitélio. Pode destacar a mitose típica e rara atípico. A divisão em camadas permanece na superfície.
displasia grave (CIN III) - e arranjo alterações celulares que afectam toda a espessura do epitélio. Muitas vezes, esta fase é confundida com carcinoma in situ. polaridade celular está ausente, as células estão dispostas desordenadamente. núcleos hipercrômicas são grandes, com muitos mitose típica e atípica. O citoplasma basofílico é, sendo geralmente reduzida quantidade. Na superfície camadas foi observada, juntamente com as células em profundidade semelhantes a células, células com maturação bizarro, apresentando uma assincronia nucleo-citoplmico marcado. As células mitóticas estão presentes e dispostas na camada de superfície.

14

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha