Trechos do Alcorão pode "mundo antigo", descoberto na Grã-Bretanha

Trechos do Alcorão escritos cerca de 1.300 anos atrás, poderia estar entre as mais antigas do mundo, foram descobertos na biblioteca da Universidade de Birmingham, a instituição anunciou na quarta-feira na Grã-Bretanha.

O manuscrito foi mantido por quase um século em uma coleção de livros e documentos do Oriente Médio, e ninguém poderia imaginar que é tão velho, AFP e BBC. Apenas no contexto de um pesquisador italiano, Alba Fedeli, estudou tese de texto, a universidade decidiu fazer uma análise de carbono 14.

"O resultado é surpreendente", disse David Thomas, especialista em Islã e Cristianismo universidade. De acordo com a análise, que tem um grau de certeza superior a 95%, as datas de manuscritos dos anos 568-645, portanto, o tipo de vida do Profeta Muhammad, que a tradição islâmica diz ter vivido entre 570 e 632.

Fragmentos do Corão são caligráfico em pele de carneiro ou cabra. 'Análise do documento mostra que há uma alta probabilidade de que o animal de que a pele tinha vivido durante ou logo após o profeta Maomé ", acrescentou David Thomas.

O manuscrito que, segundo a pesquisadora Alba Fedeli vem de um mesmo codex como páginas armazenadas na Biblioteca Nacional francesa em Paris são citados versos dos capítulos 18 a 20, escrito em tinta Hijazi velho árabe estilo caligráfico.

O manuscrito estará em exposição na Universidade de Birmingham, entre 02:25 de outubro.

Fonte: Agerpres

0

Comentários - 0

Sem comentários

Adicionar um comentário

smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile smile smile smile smile
smile smile smile smile
Caracteres restantes: 3000
captcha